A Seleção
RESENHA ESCRITA POR LARISSA LIMA
Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 368
Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha. Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes. Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.
Quando peguei o livro, eu não sabia exatamente o que esperar dele, afinal, tratasse de um romance, onde 35 garotas iram disputar pelo amado, e tão sonhado Príncipe Maxon. 

Sinceramente, eu achei mesmo que elas iram disputar por ele, mas uma disputa do tipo uma descabelando a outra, rasgando o vestido e tudo mais! Acabou que foi uma disputa das mais delicadas e requentadas do que esperado haha

America é uma jovem de 16 anos, que mora no país Iléa. O país utiliza o sistema de castas (e são 8 castas). America pertence a casta 5 (casta dos artistas).

A história começa quando America se recusa a se inscrever para a Seleção, apesar de a mãe insistir muito, e dizer que seria uma oportunidade única para toda a família. Mas, como todo bom romance, America já tem seu grande amor, o encantador Aspen (pertence a casta 6) que é seu namorado secreto.

Apesar de tudo isso, depois de algum tempo (e uma ajudinha importante) America cede e acaba se inscrevendo na Seleção. E como vocês já devem saber, America é uma das 35 selecionadas.
Depois de ser selecionada, America se muda para o palácio, onde conhece o tão sonhado Príncipe Maxon, mas, como não esperado, o encontro não podia ser pior, só do fato de o “encontro” ter sido acidental, já faz tudo mudar, e America ainda da um sermão bem dado no príncipe logo na primeira conversa.

Mas, apesar de tudo, Maxon e America, se tornam amigos (ou quase isso), e entre conversas e mais conversas acaba que eles não ficam apenas na amizade.

Eu achei a história bem criativa, e bem contada, e com certeza superou todas as minhas expectativas. Além de não ser um romance daqueles bem melosos que só de ler você fica diabética, é também bem engraçado (e sim, rola alguns barracos ao decorrer do livro).

No final, acontece coisas inesperadas, que ninguém poderia imaginar (ou quase), e quando finalmente fica emocionante de verdade, o livro acaba, e da uma vontade incontrolável de ler o segundo livro.

Caso vocês estejam se perguntando, o que “move” a história, é a indecisão de America, que não sabe se escolhe seu grande e antigo amor (Aspen) ou seu recente e novo amor (Maxon), e a história roda em torno disso.

(Eu amei esse livro, estou louca para saber quem America irá escolher (apesar de eu já ter uma ideia))



2 Comentários

  1. Olá, sempre quis ler esse livro e ainda está na minha lista de compras kkkkk
    Acho que deve ser muito lindo *-* e deve ser muito legal essa indecisão da America louca para saber como que acontece a estória...
    Beijinhosss
    http://www.4youbooksmania.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Já li esse livro, mas minha expectativa com relação a ele estava muuuito alta e acabou não atingindo. Adorei, mas não favoritei, sabe? Sou totalmente Team Maxon e achei o Aspen super machista, sei lá. Não gostei dele! asuhasuhasuhas
    Mas realmente, o final nos deixa muito curiosas mesmo. asuhasuahsuash
    Espero que consiga ler em breve!
    Beijinhos!

    Livrinhos & Eu

    ResponderExcluir