Olá leitores dedicados e cheios de cultura, tudo bem com vocês?
Desculpem pelo atraso, mas eu, Livia, ao som de "I knew you were a trouble" lhes trago a resenha do primeiro livro pós-HP da nossa querida J.K, Morte Súbita!




Autora: JK. Rowling
Editora: Nova Fronteira
ISBN: 8520932533
Paginas: 501
Classificação: 3/5
Quando Barry Fairbrother morre inesperadamente aos quarenta e poucos anos, a pequena cidade de Pagford fica em estado de choque. A aparência idílica do vilarejo, com uma praça de paralelepípedos e uma antiga abadia, esconde uma guerra. Ricos em guerra com os pobres, adolescentes em guerra com seus pais, esposas em guerra com os maridos, professores em guerra com os alunos… Pagford não é o que parece ser à primeira vista. A vaga deixada por Barry no Conselho Distrital logo se torna o catalisador para a maior guerra já vivida pelo vilarejo. Quem triunfará em uma eleição repleta de paixão, ambivalência e revelações inesperadas?



Logo no primeiro capitulo, Barry Faibrother morre. Não é spoiler nem nada, isso acontece na primeira pagina. O livro então mostra então como essa morte súbita - e vacância no conselho distrital - afeta as pessoas da pequena cidade de Pagford. 

O livro é dividido em sete partes, nas quais personagens são apresentados e desenvolvidos.


Pagford é um pequeno distrito na Inglaterra, em que quase nada acontece e tudo se resume em ser Pro-Fields e Anti-Fields. Fields é um bairro pobre que costumava fazer parte de Yarvil, cidade vizinha, mas quando Fawley vendeu partes do seu terreno para Yarvil, a cidade construiu Fields dentro de Pagford. 
"Era estranho como o cérebro podia reconhecer aquilo que o coração se recusava a aceitar." 
Quase nenhum Pagfordiano apoia a permanencia de Fields no distrito, mas Barry Faibrother era sim da facção Pró-Fields, na verdade era o maior defensor da causa, trazendo atrás de si Parminder Jawanda. Seu maior concorrente é Howard Mollinson, o presidente do conselho, que luta para a exclusão de Fields de Pagford há muitos anos. 

A história começa quando Barry morre e uma vacância é aberta no conselho da cidade. Logo, vários candidatos - de ambas as facções - se interessam na vaga por diversos motivos. Mas seus filhos decidem se vingar por motivos variados de seus pais, postando no site do distrito os segredos mais profundos de seus pais com o codinome "O Fantasma De Barry Faibrother".

Outro foco é a Familia Weedon, moradora de Fields, na qual pertencem Terri, mãe viciada em heroína, Krystal, adolescente que estuda em Pagford e é a perfeita definição de "garota problema", mas que ama seu irmão Robbie e faz de tudo para que ele não seja levado pela assistência social.

Existem basicamente 17 personagens principais, todos muito bem trabalhados. Você se apega e se identifica com algo em cada um deles. As historias e segredos que cada candidato carrega são únicos e surpreendentes. Apesar de tudo, eles são personagens que poderiam muito bem existir ai, na sua cidade, ser seus amigos ou familiares. 

A primeira coisa que eu te digo é: Se espera algo como Harry Potter, nem se de ao trabalho. Esse é um livro adulto totalmente diferente da saga anterior.

Não sei se gostei do livro. Meu amigo já me chegou dizendo: "É uma merda, nem terminei!" e acho que se tivesse terminado teria queimado o livro. 

O grande problema é que o livro só fica interessante a partir da pagina 200 e é preciso muito paciência para chegar nela. Tem MUITOS palavrões no livro, e algumas descrições "sujas". 

O que gostei no livro foi o modo com que J.K tratou os personagens e seus segredos. O do "Pombinho Wall" mesmo, eu fiquei tão chocada que fiquei sem palavras. Tudo é pensado para você ver, ficar chocada, mas depois perceber os leves sinais dados durante o livro. 

O final do livro foi surpreendente. Não digo que foi um bom final, por que para mim foi insatisfatório em alguns pontos, mas eu duvido que algum realmente esperava aquilo.

Espero que leiam o livro, e se leram, deixem a opinião de vocês sobre ele aqui embaixo. 


xoxo


3 Comentários

  1. Olá, bom dia ^^
    Estou louca para ler esse livro, a mais nova obra da tia Jô *-* Mal posso esperar para começar ^^
    Parabéns pela resenha; fiquei curiosa sobre o desfecho dessa história (preciso ler esse livro XD)
    Beijinhos
    Isabelle - http://attraverso-le-pagine.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nossa...lendo sua resenha decido que não leria o livro. Odeio livros com palavrões e que demoram a ficar interessantes. Enfim...obrigada pela resenha honesta.
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
  3. Assim que foi anunciado o livro eu fiquei doida. Vindo da J.K. acho que qualquer fã de HP surtou e jogou as expectativas lá no alto. Mas ai saiu a sinopse e a minha vontade diminuiu, e agora a cada resenha ela só diminui mais e mais.
    Não acho que iria gostar da leitura, começando pela quantidade de personagens. Sou péssima com nomes de personagens, ficaria doida e confundiria toda. Certeza que seria só frustração!

    Beijão
    Sun Rises Here

    ResponderExcluir